Arquivo da categoria: Comigo foi assim…

Orçamento mais aliviado, acabaram as parcelas da construtora!!!!!

Padrão
Olá pessoal,

 

Hoje o post é apenas para contar que finalmente acabei as parcelas de entrada junto a construtora…nossa é um alivio! Foram 22 parcelas bem pesadinhas e que finalmente acabaram com isso agora vai dar para investir em comprinhas para o apê. É muito bom poder ver o extrato financeiro todo verdinho.

 

extrato quitado para blog 1 extrato quitado para blog 2

 

 

Isso é bom demais galera!!!!! Nossa tô muito feliz…agora é só CEF e taxa de evolução de obra. Agora quero que fique apenas a CEF para pagar.  #porumapesemtaxadeobra

 

E ai alguém tb já está com o extrato assim? Já sentiram essa sensação?

 

Abraços,

Carla Martins

Um pouco mais sobre Taxa de Evolução de Obra

Padrão

Pessoal,

Tenho visto que um dos posts mais comentados aqui do blog é sobre a taxa de evolução de obra . Sendo assim pesquisei na rede sobre o assunto e achei algumas informações bem preciosas.
Então na minha pesquisa encontrei o seguinte artigo no site: http://cadaminuto.com.br/noticia/224501/2013/09/02/juros-de-obra

Juros de Obra:
Por Anthony Lima
Hoje em dia quando se assina um Contrato de Financiamento Habitacional, principalmente os ligados ao Programa Minha Casa Minha Vida, a instituição bancária institui o que se denomina “Juros de Obra” ou “Taxa de Obra”, mas como isto funciona? E se a construtora ultrapassa o prazo prometido para a entrega da obra e continua a cobrar esses valores, o que se deve fazer?
Quando se faz um financiamento habitacional de imóvel ainda em construção, à instituição financeira libera – gradativamente – o montante financiado pelo mutuário à Construtora, de acordo com a evolução da obra; sobre tais quantias incide a chamada taxa de juros do contrato de financiamento habitacional, que é paga mensalmente pelo devedor/mutuário.
O fato é que nesse período a prestação mensal do financiamento é composta tão somente pelos referidos juros (de obra) e encargos acessórios. Com isso não há amortização do saldo financiado.
Para piorar a situação, o banco só considera que a obra foi concluída após a averbação do “habite-se”, expedido pela Prefeitura Municipal, no Cartório de Registro de Imóveis Competente, só então se inicia o prazo de amortização do saldo devedor.
Ocorre que em caso de mora por parte da construtora em relação à conclusão da obra e a expedição e averbação do “habite-se”, no Cartório de Registro de Imóveis competente, é responsabilidade da Construtora.
Deve-se deixar claro que de acordo com a legislação em vigor, o construtor responde pelas perdas e danos causados pelo atraso na averbação do “habite-se”.
Assim, ao invés de morar no imóvel e amortizar a dívida contraída para a aquisição do bem, geralmente o consumidor/mutuário, paga – por culpa exclusiva da construtora – somente juros de obra, não amortizando sequer uma parcela do saldo devedor.
Em vista da situação acima demonstrada, os Tribunais Pátrios estão decidindo pelo inicio de amortização do financiamento quando verificado o atraso na entrega da obra, alem de responsabilizar os envolvidos processualmente por perdas e danos.
Desta forma, o consumidor que antes estava sendo penalizado, passa a amortizar o seu financiamento, saindo assim do prejuízo dantes causados pela construtora que não honrou o prazo acordado entre as partes.
Portanto, amigos internautas fiquem atentos a essa situação e não permitam que seu financiamento fique “congelado”.
Abraços e até a próxima.
Anthony Lima

calculadora_desenho31

Então pessoal por toda a pesquisa que fiz, a taxa de obra somente se torna ilegal quando existe atraso na entrega do imóvel. Nestes casos a justiça vem sendo sempre a favor do futuro proprietário.
Com relação ao modo com é calculado o valor de cada taxa ainda estou tentando me aprofundar no assunto. Assim que tiver noticias repasso a todos.
Gostaria de agradecer profundamente a todos que estão debatendo sobre o assunto aqui no blog e pedir desculpas se não encontrando tempo para responder a todas as perguntas. Mas estou buscando informações mais precisas para que possa realmente ajudar da melhor maneira possível.

Abraços a todos,
Carla Martins
Blog Eu e meu apê

…a escolha do Apartamento

Padrão

Olá pessoal,

O post de hoje é longo, mas vale a pena conferir!!!!

Hoje gostaria de compartilhar todos os minhas dúvidas e questionamentos para a escolha do apartamento. Bom como o local já havia sido definido faltava a parte principal. E ai surgiram várias duvidas:

1-      Qual o andar?

2-      Qual o bloco?

3-      Perto da portaria?

4-      Perto ou longe do play?

5-      Perto ou longe do salão de festas?

6-      Sol da manhã ou da tarde?

Nossa  foi ai que percebi  o quanto é difícil escolher um simples número.  Para esta escolha tive dois ajudantes fundamentais: Minha mãe e meu corretor, que diga-se de passagem é excelente e indico para quem estiver interessado, pois sempre me auxiliou, respondeu e sugeriu sempre o melhor. Com ele pude atestar que mais vale uma assessoria bem feita mesmo que o cliente acabe desistindo do que uma venda mal feita e que depois vai trazer milhares de problemas. Graças a Deus que o Sr. Josué apareceu neste momento. Indico a todos sempre  que posso!!!!

O andar:

De inicio eu queria o terceiro andar, mas como é de conhecimento de quase todos o andar o preço do apartamento na MRV varia conforme o andar. Fiz e refiz as minhas contas e constatei que ficaria muito apertada se optasse pelo terceiro pois a variação era considerável e para que não me arrependesse depois fiz toda a aquisição do meu apê com o meu salário vigente. Então fechei com o quarto andar mesmo.

Ufa!!!!! estou me preparando psicologicamente para subir as escadas. Serão 45 degraus.

bebes-disney-subindo-a-escada-wallpaper-6624

O Bloco:

Sempre quis um bloco que fosse longe da portaria pois como o empreendimento é de frente para a mais movimentada Via expressa do RJ fiquei com receio de escolher um dos primeiros blocos.  Então escolhi o bloco que praticamente fica no meio do condomínio.

Não está longe da portaria, mas a uma distância aceitável do play e do salão de festas pois por mais que exista um estatuto do Condominio provavelmente alguma festas poderão passar  um pouquinho do horário permitido. Longe do play pois como gosto de dormir final de semana, poderia ficar complicado quando as crianças fossem brincar no parquinho. Afinal as crianças não são silenciosas e gostam de brincar a vontade (nada mais justo que aproveitem bem o seu espaço) mas…prefiro dormir. Enquanto não tenho filhos é o que posso fazer…rsrsrs.

O apartamento:

Acho que de tudo esse foi o mais difícil. Primeira pergunta que fiz foi qual apto era o maior pois sempre tem umas variações de uma unidade para outra. Como quando fui comprar não tinha mais dois quartos c/ suíte. O meu corretor (Sr. Josué) me indicou o maior apartamento, com isso ganhei 40 centimetros a mais de largura na cozinha e  trinta centímetros a mais no quarto.  E por fim tinha que optar por sol da manhã ou da tarde. Fiquei com o sol da manhã pois no RJ seca-se roupa até na sombra…rsrsrs

Bom pessoal esses foram os critérios de escolha do meu apartamento. Alguém usou outros?

Vamos trocar informações para ajudar aqueles que ainda não compraram o seu apto!

Até breve!

casa

…A escolha do Local

Imagem

Olá pessoal,

Quando vamos comprar um imóvel, uma das primeira coisa que se passa pela nossa cabeça… é onde vou morar? A escolha do local deve ser muito bem feita, pois inicialmente quando se compra um imóvel a estimativa média é de ficar no mínimo uns dez anos no mesmo local.

Meu foco de trabalho será sempre na Cidade do Rio de Janeiro (Centro do RJ, Zona Sul ou Barra) pude constatar que não dava mais para morar na Baixada Fluminense, mas o Rio de Janeiro é enorme então como poderia escolher o local? Existem inúmeros empreendimentos na cidade, lançamentos, prontos para morar ou em construção mas o preço muda muito de um bairro para o outro então tive que pensar mais um pouco sobre o local. Cheguei a sondar alguns empreendimentos nas proximidades do metrô em Vicente de Carvalho e próximo ao Norte Shopping , mas o bolso me tirou das nuvens e me colocou no chão novamente. Os preços estão no meu ponto de vista “Surreais” fora de cogitação. É preciso muita promoção no trabalho…rsrsrs.

Como tive uma experiência no Bairro de Guadalupe há mais ou menos uns cinco anos atrás e gosto do local resolvi então procurar pela região. Havia dois empreendimentos da MRV Engenharia nas proximidades do Bairro, o primeiro em Honório Gurgel e o segundo em Guadalupe isso fez com que diminuísse meu grupo de escolha.   Como sempre preferi um imóvel novo então sobraram o Recanto dos Pássaros Rouxinóis e o Parque Recreio do Pontal em Guadalupe. Fiquei com o segundo pois o fato de apenas uma passarela te separar do mercado é fundamental, do lado um outro hipermercado, a cinco minutos a pé o Shopping. o que eu precisava mais !!!!!!!!!!!!!!!

Estava decidido Parque Recreio do Pontal !!!!

Apenas uma desvantagem o Rouxinóis será entregue agora no primeiro trimestre de 2013 e o escolhido se tudo correr bem no final de 2014. Mas como não tenho pressa, acredito que vale muito a penas esperar.  No que diz respeito a condução tenho a Avenida Brasil em frente, o metrô apenas a dez minutos de ônibus e o trem a cinco minutos também após o ônibus.

Assim foi feita a minha escolha do local.

Até a próxima !!!!!!!!20111223102337_PONTAL_FACHADA_V03